Ir para o conteúdo
    <li class="asset_articles"><a href="/search/assets?asset=articles"><span class="icon-menu-articles"></span><strong>Artigos</strong></a></li> <li class="asset_people"><a href="/search/assets?asset=people"><span class="icon-menu-people"></span><strong>Pessoas</strong></a></li> <li class="asset_enterprises"><a href="/search/assets?asset=enterprises"><span class="icon-menu-enterprise"></span><strong>Empreendimentos</strong></a></li> <li class="asset_communities"><a href="/search/assets?asset=communities"><span class="icon-menu-community"></span><strong>Comunidades</strong></a></li> <li class="asset_events"><a href="/search/assets?asset=events"><span class="icon-event"></span><strong>Eventos</strong></a></li>
ou

Thin logo

Debian Brasil

Divulgação

DebConf17

Latinoware 2016

Fotos no FISL17

Fotos na CPBR9

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

blog

7 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Vicente Aguiar - | 1 pessoa seguindo este artigo.

Teclado ABNT2 convencional mas sem numpad – Eu fiz o meu!

14 de Março de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Observação importante, escrita em 15 de março de 2012: pessoal, está havendo uma certa dúvida sobre o porque desse teclado e não um compacto comercial. É porque são diferentes. Por favor, antes de tudo, leiam lá em baixo a minha resposta para o Marcos e entenderão. É uma das primeiras. Obrigado!

Adiantando o resultado final

Eis o meu tão sonhado teclado sem numpad:

A história

Há cerca de um ano, eu publiquei um post que, na verdade, pedia socorro. Por uma questão de conforto e pouca ocupação de espaço eu precisava de um teclado igual a um convencional mas sem a parte numérica. O referido post foi o Preciso de teclado similar ao convencional mas sem numpad. Esse post fez relativo sucesso. Não pelo número de comentários, mas pelo número de visitas que recebe até hoje.

Nunca encontrei o tão almejado teclado. Cheguei a escrever para uns 30 fabricantes, no mundo todo, pedindo que produzissem o teclado. Mas nada aconteceu. Na mesma época, tive a ideia de serrar um teclado mas tive um problema: ao desmontar um, descobri que a membrana interna não podia ser cortada, pois fazia parte de um conjunto. Uma opção seria dobrar por debaixo do teclado. Mas surgiu outro problema: o circuito de controle e de leds, que geralmente fica na parte direita, teria que ser dobrado para baixo do teclado e isso não daria certo. Desisti da cirurgia. E o tempo passou...

De repente, eu vi a luz...

Semana passada, quase um ano depois, andando pelo Supermercado Extra, não pude deixar de observar um teclado da marca Bright. Modelo 0014. Abaixo, uma foto dele:

Observe no topo da imagem que os leds e, consequentemente, o circuito de controle não ficam acima do numpad, como ocorre na maioria dos teclados. Eles ficam deslocados para a esquerda, um pouco acima da área que contém o Home, Delete, Page Up etc. Então, daria para serrar o numpad e dobrar a membrana com facilidade. Não pensei duas vezes. Comprei o teclado.

Algumas características do 0014:

  • USB.
  • ABNT2.
  • Um pouco duro, mas funciona bem. Estou utilizando há cerca de uma semana.
  • Convencional.
  • Barato. Ótimo para experiências.
  • Fácil de ser encontrado. Alguns locais: lojas do Extra (loja mesmo, não o site), Kalunga, microoffice, inecel, outros (procure nas imagens do Google).
  • Site do fabricante: http://www.bright.com.br.

Agora, uma foto da etiqueta que pode ser encontrada no fundo do teclado:

Serrando, colando, construindo...

Ao chegar em casa, retirei todos os parafusos e desmontei o teclado. Agora, vou começar a narrar em fotos todo o procedimento. A ideia é cortar um pouco para dentro do numpad para não danificar a área de controle (que contém os leds), exatamente na linha vermelha mostrada abaixo:

Agora, veja o passo a passo. Se precisar, clique nas figuras para ampliar.

(1) Ao desmontar o teclado, remova com cuidado a borracha de press&#xe3;o. &#xc9; ela quem une os contatos das membranas quando o teclado est&#xe1; parafusado. (2) A placa de circuito impresso apresentava sujeira. Ent&#xe3;o, limpei com &#xe1;lcool isoprop&#xed;lico. Mas este passo &#xe9; dispens&#xe1;vel. Neste ponto o teclado j&#xe1; se encontra tamb&#xe9;m sem as borrachas brancas de contato existente em cada tecla. Elas j&#xe1; est&#xe3;o guardadas. (3) Com uma serra em arco, cortamos lentamente exatamente no ponto mostrado em figura anterior (linha vermelha). (4) Aqui est&#xe1; parte de um sonho antigo realizado. :-D (5) A seguir, encaixamos a tampa traseira no teclado para podermos cerrar a mesma no local exato. (6) Aqui, a tampa traseira cerrada. (7) Com o teclado apoiado para que as teclas abaixem, recolocamos a placa de circuito (pe&#xe7;a verde acima e &#xe0; esquerda) e come&#xe7;amos a repor as borrachas brancas de cada tecla (j&#xe1; h&#xe1; algumas perto da placa de circuito). (8) Aqui o teclado, ainda apoiado, j&#xe1; com as borrachas brancas das teclas, a membrana e com a borracha branca de contato que a prende sobre a placa de circuito. (9) Agora, a tampa traseira j&#xe1; est&#xe1; parafusada. Parte da membrana est&#xe1; para fora do teclado. (10) Observe que a membrana do teclado possui camadas. Essas camadas, quando encostam, por press&#xe3;o das teclas, enviam os caracteres para o computador. (11) Assim, o pr&#xf3;ximo passo ser&#xe1; isolar as camadas que ser&#xe3;o inutilizadas. Use fita adesiva para isso (fita lacre). Bastar&#xe1; uma camada de fita entre as camadas da membrana. (12) As camadas j&#xe1; isoladas. (13) Agora, dobre a membrana e, com a mesma fita adesiva, prenda-a na tampa traseira do teclado. (14) O teclado j&#xe1; tem condi&#xe7;&#xe3;o de uso. Se desejar, clique na foto para ver. Vamos agora ao acabamento e &#xe0; perfumaria. (15) Do peda&#xe7;o que sobrou da tampa traseira, corte em volta do "pezinho" de apoio. Utilize o serra em arco para isso. (16) Este &#xe9; o resultado. Temos o pezinho e um pequeno peda&#xe7;o de encaixe. (17) Coloque o pezinho sobre a tampa traseira do teclado, sobre a fita, bem perto do local onde termina a membrana e fa&#xe7;a a marca&#xe7;&#xe3;o da posi&#xe7;&#xe3;o. O pezinho ser&#xe1; colocado nesse ponto. (18) Com a serra, fa&#xe7;a dois cortes verticais, um sobre cada marca&#xe7;&#xe3;o. (19) Agora, com um estilete e muito cuidado, v&#xe1; passando v&#xe1;rias vezes a l&#xe2;mina nas laterais existentes entre as marca&#xe7;&#xf5;es. CUIDADO! A membrana est&#xe1; logo abaixo e se voc&#xea; a ferir, todo o trabalho estar&#xe1; perdido. Fa&#xe7;a com calma e mantenha a l&#xe2;mina na horizontal (n&#xe3;o a incline para baixo). (20) Aqui, a abertura pronta para receber o pezinho. (21) Cole o pezinho com Super Bonder. Isso dar&#xe1; a fixa&#xe7;&#xe3;o inicial. A seguir, lixe ou desbaste com o estilete o novo pezinho e teste em uma mesa. Fa&#xe7;a isso at&#xe9; o teclado ficar bem apoiado (sem ficar em falso). (22) Aqui, o teclado j&#xe1; apoiado. Clique na foto at&#xe9; v&#xea;-la totalmente ampliada, com os pezinhos. (23) Agora, com cola quente, tape os buraquinhos do pezinho. Isso ir&#xe1; fix&#xe1;-lo ainda melhor. Aproveite e tape tamb&#xe9;m todo o buraco lateral do teclado. Cuidado para n&#xe3;o encostrar o bico quente da pistola na membrana. Isso ir&#xe1; danific&#xe1;-la. (24) Aqui, como ficou a lateral depois da cola quente. Se desejar, cubra com fita isolante preta. Ou, se quiser perfei&#xe7;&#xe3;o, lixe a cola, com muito cuidado para n&#xe3;o atingir a membrana, e pinte com tinta spray preta. (25) No fim, como a membrana ficou por baixo e com fita adesiva, achei que o teclado ficou muito escorregadio sobre a mesa. Ent&#xe3;o, coloquei tr&#xea;s pezinhos de borracha adesiva. Isso voc&#xea; compra em qualquer loja de ferragem. Eu tinha uns que comprei na Leroy Merlin. Vem um monte numa embalagem pequena.

O teclado Dell

No dia seguinte, depois de fabricado o meu teclado, fui a um outro mercado (Atacadão) e, observando os computadores dos caixas, notei que existem teclados Dell com o mesmo formato. É bem provável que o Bright seja uma cópia. Veja:

Bem, esse não é ABNT2 e a Dell não vende teclados separados de computadores no Brasil. Mas no Mercado Livre está cheio de teclados Dell  (e ABNT2). Custam de R$ 13,00 a R$ 30,00. Já comprei o meu e estou esperando chegar para fazer a experiência. Ele deve ser mais suave. Fica a dica!

Ah, existem outros teclados com esse layout. Procurando por keyboard nas imagens do Google, encontrei um Genius. Na verdade, agora eu quero um com teclas iluminadas. Que tal me ajudar a encontrar?

Este post deve gerar muitas ideias em muitas pessoas. Então, não exitem em escrever os seus comentários logo abaixo.

Espero que aproveitem este post.

[]s

Atualização em 25 mai. 2012

Mais uma opção de teclado para corte: http://www.dealextreme.com/p/mcsaite-usb-wired-105-key-keyboard-black-102cm-cable-111573.



Promoção relâmpago! Pegue aqui o seu saquinho de IPs. Válido somente para este século.

1 de Março de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Segundo fontes, uma delas aqui, o Planeta Terra chegou a 7 bilhões de habitantes no fim de 2011.

IPv4

Vamos falar de endereços IP. O endereço IPv4 é composto por 4 bytes ou 4 octetos ou 32 bits (é tudo a mesma coisa). Então, raciocinando em bytes, a grosso modo, cada octeto pode ir de 0 a 255, o que nos dá 256 possibilidades. São 4 octetos, o que nos dá 256^4, num total de 4.294.967.296 endereços.

IPv6

Agora vem o IPv6. Ele é composto por 16 bytes ou 8 grupos de 16 bits ou 128 bits. Raciocinando em bytes cada grupo pode ir de 0 a 65535, o que nos dá 65.536 possibilidades. São 8 grupos, o que nos dá 65.536^8, num total aproximado de 3,4 x 10^38 endereços (3,4 undecilões de endereços).

Por habitante da Terra

IPv4 = 256^4 / 7.000.000.000 =~ 0,6 IPs.

IPv6 = 65.536^8 / 7.000.000.000 =~ 4.9 x 10^28 IPs.

Mas será que usarei tudo isso?

Tudo não, penso. Mas muitos. Com certeza, em pouco tempo, talvez 10 anos, tudo terá IP. A geladeira da sua casa, por exemplo, será microprocessada, rodando um sistema operacional, atualizando os preços dos produtos existentes dentro dela pela Internet. E o seu relógio de pulso comprado por R$ 20,00 no camelô? Ele também vai atualizar data e hora, no meio da rua, pela Internet. É fato que você usará vários IPs em casa, no carro etc.

O futuro...

Por mais absurdo que possa parecer, uma hora os endereços IPv6 vão acabar. Então, o IPv6 vai acabar, assim como está ocorrendo com o idoso IPv4.

Pense...



HP Proliant MicroServer

7 de Dezembro de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Tive a oportunidade de testar o HP Proliant MicroServer em duas oportunidades, a primeira instalando o Endian Firewall e a segunda como curiosidade instalando o Debian GNU/Linux como um servidor para backup (rsync, ssh). No primeiro caso, as especificações de hardware basicamente resumia-se a baixo consumo de energia e dimensões do gabinete para colocar em um rack aberto e além disso, 3 placas de rede em virtude das necessidades do ambiente (rede lan + rede wan + dmz). Este MicroServer na minha análise fechou com nota 10 para a solução de firewall, tendo excelente desempenho, baixo consumo de energia (15w) além de ser extremamente pequeno; O Servidor possui uma placa de rede gigabit on-board e possibilita a adição de mais 2 placas de perfil baixo. 

Na segunda máquina, fiz algumas modifiações de hardware, colocando mais memória ram e 4 discos de 2tb cada dispositivo. Foi instalado Debian Squeeze 32 bits (instalação mínima) em pen-drive já que a máquina possui uma conexão usb interna que possibilita fazer isso com elegância :). Logo abaixo os detalhes de hardware.

Prós e contras

Considerando que é um servidor de entrada e de baixo custo, na minha opinião existem mais prós do que contras.

Prós:

Baixo ruído;

Raid 0 e 1;
Rede gigabit;
Pequenas dimensões;
4 baias para hd sata com enclosure;
Baixo consumo de energia (15w);
Bom desempenho para grupos de trabalho ou um backup server;
Facilidade de acesso aos componentes (hd, rede, memória, cd/dvdrom);

Contras:
Não tem leitor de cartões (hummm, isto é um servidor);
Hd não são hot swap (lembre-se, é um servidor de baixo custo);

Indicação de uso:

Este servidor pode ser usado para pequenos grupos de trabalho (file server), como um servidor de impressão,  firewall ou até mesmo para um servidor de arquivos doméstico, em virtude de suas características, baixo ruído e baixo consumo.

Confira as as informações de hardware pelo lshw e hwinfo respectivamente:

H/W path           Device      Class      Description
=====================================================
                               system     ProLiant Micro Server
/0                             bus        Motherboard
/0/0                           memory     64KiB BIOS
/0/3                           processor  AMD Athlon(tm) II Neo N36L Dual-Core Processor
/0/3/4                         memory     128KiB L1 cache
/0/3/5                         memory     1MiB L2 cache
/0/14                          memory     8GiB System Memory
/0/14/0                        memory     4GiB DIMM Synchronous 1333 MHz (0.8 ns)
/0/14/1                        memory     4GiB DIMM Synchronous 1333 MHz (0.8 ns)
/0/1                           processor  
/0/1/0                         memory     128KiB L1 cache
/0/1/1                         memory     1MiB L2 cache
/0/100                         bridge     RS880 Host Bridge
/0/100/1                       bridge     Hewlett-Packard Company
/0/100/1/5                     display    M880G [Mobility Radeon HD 4200]
/0/100/6                       bridge     RS780 PCI to PCI bridge (PCIE port 2)
/0/100/6/0         eth0        network    NetXtreme BCM5723 Gigabit Ethernet PCIe
/0/100/11          scsi3       storage    SB700/SB800 SATA Controller [AHCI mode]
/0/100/11/0        /dev/sdb    disk       2TB ST2000DL003-9VT1
/0/100/11/1        /dev/sdc    disk       2TB ST2000DL003-9VT1
/0/100/11/2        /dev/sdd    disk       2TB ST2000DL003-9VT1
/0/100/11/3        /dev/sde    disk       2TB ST2000DL003-9VT1
/0/100/12                      bus        SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
/0/100/12.2                    bus        SB700/SB800 USB EHCI Controller
/0/100/13                      bus        SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
/0/100/13.2                    bus        SB700/SB800 USB EHCI Controller
/0/100/14                      bus        SBx00 SMBus Controller
/0/100/14.1        scsi1       storage    SB700/SB800 IDE Controller
/0/100/14.1/0.1.0  /dev/cdrom  disk       DVDRAM GH22NS70
/0/100/14.3                    bridge     SB700/SB800 LPC host controller
/0/100/14.4                    bridge     SBx00 PCI to PCI Bridge
/0/100/16                      bus        SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
/0/100/16.2                    bus        SB700/SB800 USB EHCI Controller
/0/101                         bridge     Family 10h Processor HyperTransport Configuration
/0/102                         bridge     Family 10h Processor Address Map
/0/103                         bridge     Family 10h Processor DRAM Controller
/0/104                         bridge     Family 10h Processor Miscellaneous Control
/0/105                         bridge     Family 10h Processor Link Control
/0/2               scsi0       storage    
/0/2/0.0.0         /dev/sda    disk       4022MB Cruzer Blade
/0/2/0.0.0/0       /dev/sda    disk       4022MB 
/0/2/0.0.0/0/1     /dev/sda1   volume     3834MiB EXT3 volume
cpu:
                       AMD Athlon(tm) II Neo N36L Dual-Core Processor, 1297 MHz
                       AMD Athlon(tm) II Neo N36L Dual-Core Processor, 1297 MHz
keyboard:
  /dev/input/event3    Monterey International USB Keyboard
monitor:
                       Generic Monitor
graphics card:
                       ATI VGA compatible controller
storage:
                       ATI SB700/SB800 SATA Controller [AHCI mode]
                       ATI SB700/SB800 IDE Controller
network:
  eth0                 Hewlett-Packard Company NC107i Integrated PCI Express Gigabit Server Adapter
network interface:
  lo                   Loopback network interface
  eth0                 Ethernet network interface
disk:
  /dev/sda             SanDisk Cruzer Blade
  /dev/sde             ST2000DL003-9VT1
  /dev/sdd             ST2000DL003-9VT1
  /dev/sdc             ST2000DL003-9VT1
  /dev/sdb             ST2000DL003-9VT1
partition:
  /dev/sda1            Partition
cdrom:
  /dev/sr0             HL-DT-ST DVDRAM GH22NS70
usb controller:
                       ATI SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
                       ATI SB700/SB800 USB EHCI Controller
                       ATI SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
                       ATI SB700/SB800 USB EHCI Controller
                       ATI SB700/SB800 USB OHCI0 Controller
                       ATI SB700/SB800 USB EHCI Controller
bios:
                       BIOS
bridge:
                       AMD RS780 Host Bridge Alternate
                       Hewlett-Packard Company PCI bridge
                       AMD RS780 PCI to PCI bridge (PCIE port 2)
                       ATI SB700/SB800 LPC host controller
                       ATI SBx00 PCI to PCI Bridge
                       AMD Family 10h [Opteron, Athlon64, Sempron] HyperTransport Configuration
                       AMD Family 10h [Opteron, Athlon64, Sempron] Address Map
                       AMD Family 10h [Opteron, Athlon64, Sempron] DRAM Controller
                       AMD Family 10h [Opteron, Athlon64, Sempron] Miscellaneous Control
                       AMD Family 10h [Opteron, Athlon64, Sempron] Link Control
hub:
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ehci_hcd EHCI Host Controller
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ehci_hcd EHCI Host Controller
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ehci_hcd EHCI Host Controller
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ohci_hcd OHCI Host Controller
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ohci_hcd OHCI Host Controller
                       Linux 2.6.32-5-686-bigmem ohci_hcd OHCI Host Controller
memory:
                       Main Memory
unknown:
                       FPU
                       DMA controller
                       PIC
                       Timer
                       Keyboard controller
                       PS/2 Controller
                       ATI SBx00 SMBus Controller
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
                       Unclassified device
  /dev/input/event4    Monterey International USB Keyboard



Debian Day CRC-Marista de Recife

4 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

 

Seloddbr_displayMarista

 

No dia 20 de agosto de 2011, das 8 as 17 horas, O Centro Marista Circuito jovem do Recife Irá realizar o Debian day CRC-Marista, em comemoração ao aniversário de 18 anos do GNU/Linux Debian.

E com muito prazer que realizamos este encontro, será totalamente aberto a comunidade, aos colégios publicos, municipal e privado, como também as universidades, a todo publico tecnico  e leigo!

Teremos Palestras, mini curso, tudo gratuito, e com certificado de participação, iremos mostrar de forma simples e bem dinamica o que é o Debian, como usa-lo no dia-a-dia ...

Contamos com a presensa de Tod@S!

 

Centro de Recondicionamento de Computadores Unidade - Marista
Avenida da Recuperação, 318
Perto do Master boi, esquina com motel Senzala

Onde:

Centro de Recondicionamento de Computadores - Unidade Marista (mapa)



Ubuntu 11.04 - a comunidade lança novos Wallpapers

29 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Ubuntu 11.04 - a comunidade lança novos Wallpapers padrão ligeiramente modificados para download.

O "Ubuntu Wallpapers" pacote acaba de ser atualizado no Ubuntu 11,04 Natty Narwhal e agora inclui papéis de parede do concurso da comunidade Ubuntu 11.04:

Ubuntu 11.04 community wallpapers

wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 Natty Narwhal community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
Ubuntu 11.04 community wallpapers
O padrão do Ubuntu 11.04 wallpaper foi ligeiramente modificado:
Eu tenho feito mudanças sutis e introduziu novos refrações de luz. Podemos continuar a iluminar córregos e re-equilibrar a cada nova versão - a paisagem torna-se ligeiramente mais leves e brilhantes e ganha em complexidade a reflectir a nossa unidade para 12.04:)

IMHO medida que nos aproximamos cada vez mais de uma plataforma de 'casa' e com as grandes mudanças que vem com o Unity (lançador / traço) usuários em geral terão garantia da familiaridade do papel de parede e também irá se identificar com ele, como parte de nossa personalidade em novos screenshots.
-via LP
Baixe todos os wallpapers do Ubuntu 11.04 comunidade daqui (eu não tinha link para o deb. porque iria substituir o seu actual pacote comunidade wallpapers).
* traduzido pelo Google
* fonte: webupd8


Conectando em Redes Sem Fio no Linux

1 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Hoje irei mostrar como conectar em redes sem fio (Wireless) utilizando ou não proteção (WEP e WPA) por linha de comando no GNU/Linux. [...]



Configurando um PDC com Samba no Linux

1 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Hoje irei mostrar como configurar um PDC (Primary Domain Controller, em português, Controlador de Domínio Primário) com o Servidor Samba no GNU/Linux. [...]



Lançado o Debian GNU/Linux 6.0 "Squeeze"

7 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


Após 24 meses de constante desenvolvimento, o Projeto Debian tem o prazer de apresentar sua nova versão estável 6.0 (codinome "Squeeze"). O Debian 6.0 é um sistema operacional livre, vindo pela primeira vez em dois sabores. Ao lado do Debian GNU/Linux, o Debian GNU/kFreeBSD é introduzido com esta versão como uma "prévia da tecnologia".

O Debian 6.0 inclui o KDE Plasma Desktop e Aplicativos, os ambientes de área de trabalho GNOME, Xfce, e LXDE assim como todos os tipos de aplicativos para servidor.  Também apresenta compatibilidade com a FHS v2.3 e software desenvolvido para a versão 3.2 da LSB.

O Debian funciona em computadores desde palmtops e sistemas  handheld a supercomputadores, e em quase tudo entre eles.  Um total de nove arquiteturas são suportadas pelo Debian GNU/Linux: 32-bit PC / Intel IA-32 (i386), 64-bit PC / Intel EM64T / x86-64 (amd64), Motorola/IBM PowerPC (powerpc), Sun/Oracle SPARC (sparc), MIPS (mips (big-endian) e mipsel (little-endian)), Intel Itanium (ia64), IBM S/390 (s390), e ARM EABI (armel).

O Debian 6.0 "Squeeze" introduz prévias técnicas de dois novos portes para o kernel do projeto FreeBSD usando o conhecido espaço de  aplicativos Debian/GNU:  Debian GNU/kFreeBSD para o 32-bit PC (kfreebsd-i386) e o 64-bit PC (kfreebsd-amd64). Estes portes são os primeiros a serem incluídos em uma versão do Debian que não são baseados no kernel Linux. O suporte ao software comum de servidor está robusto e combina os recursos existentes nas versões Debian baseadas em Linux com os recursos únicos conhecidos do mundo BSD. Entretanto, para esta versão estes novos portes são limitados; por exemplo, alguns recursos avançados do desktop ainda não são suportados.

Outra novidade é o kernel Linux completamente livre, que não contém mais arquivos de firmware problemáticos. Estes foram divididos em pacotes separados e movidos do repositório main do Debian para a área non-free do nosso repositório, que não é habilitada por padrão. Desta forma, os usuários Debian têm a possibilidade de executar um sistema operacional completamente livre, mas ainda podem optar por usar arquivos de firmware não-livres se necessário. Os arquivos de firmware necessários durante a instalação podem ser carregados pelo sistema de instalação; imagens especiais de CD e arquivos tarball para instalações baseadas em USB também estão disponíveis.  Mais informações a respeito disso podem ser encontradas na página wiki de Firmware do Debian.

Além disso, o Debian 6.0 introduz um sistema de inicialização baseado em dependências, tornando a inicialização do sistema mais rápida e robusta devido a execução paralela dos scripts de inicialização e o controle correto de dependências entre eles. Várias outras mudanças tornam o Debian mais adequado para notebooks de tamanho reduzido, como a introdução do shell KDE Plasma Netbook.

Esta versão inclui numerosos pacotes de software atualizados, tais como:

  • Espaços de trabalho KDE Plasma e Aplicativos do KDE 4.4.5
  • uma versão atualizada do ambiente de área de trabalho GNOME 2.30
  • o ambiente de área de trabalho Xfce 4.6
  • LXDE 0.5.0
  • X.Org 7.5
  • OpenOffice.org 3.2.1
  • GIMP 2.6.11
  • Iceweasel 3.5.16 (uma versão sem marcas do Mozilla Firefox)
  • Icedove 3.0.11 (uma versão sem marcas do Mozilla Thunderbird)
  • PostgreSQL 8.4.6
  • MySQL 5.1.49
  • Coleção de Compiladores GNU 4.4.5
  • Linux 2.6.32
  • Apache 2.2.16
  • Samba 3.5.6
  • Python 2.6.6, 2.5.5 e 3.1.3
  • Perl 5.10.1
  • PHP 5.3.3
  • Asterisk 1.6.2.9
  • Nagios 3.2.3
  • Xen Hypervisor 4.0.1 (dom0 assim como suporte a domU)
  • OpenJDK 6b18
  • Tomcat 6.0.18
  • mais de 29.000 outros pacotes de software prontos para usar, construídos a partir de cerca de 15.000 pacotes fonte.


O Debian 6.0 inclui mais de 10.000 novos pacotes como o navegador Chromium, a solução de monitoramento Icinga, a interface gráfica de gerenciamento de de pacotes Central de Aplicativos, o gerenciador de rede wicd, as ferramentas de contêiner Linux lxc e a framework de cluster corosync.

Com esta ampla seleção de pacotes, o Debian mais uma vez permanece fiel ao seu objetivo de ser o sistema operacional universal. É apropriado para muitos casos diferentes de uso: de sistemas desktop a netbooks; de servidores de desenvolvimento a sistemas de cluster; e para servidores de banco de dados, web ou de armazenamento. Ao mesmo tempo, esforços adicionais para garantia de qualidade como instalação automática e testes de atualização para todos os pacotes nos repositórios Debian, assegurando que o Debian 6.0 satisfaz as altas expectativas que os usuários têm de uma versão estável do Debian. É sólido com rocha e rigorosamente testado.

A partir do Debian 6.0, as "Distribuições Debian Customizadas" são renomeadas para "Debian Pure Blends". Sua cobertura tem aumentando conforme o Debian 6.0 adiciona Debian Accessibility, DebiChem, Debian EzGo, Debian GIS e Debian Multimedia às já existentes, Debian Edu, Debian Med e Debian Science "pure blends". O conteúdo completo de todas as blends pode ser acessado, incluindo possíveis pacotes que os usuários são convidados a indicar para adição na próxima versão.

O Debian pode ser instalado a partir de várias mídias de instalação tais como discos Blu-ray, DVDs, CDs e dispositivos USB ou através da rede. O GNOME é o ambiente de área de trabalho padrão e está contido no primeiro CD. Os outros ambiente de áreas de trabalho KDE Plasma Desktop e Aplicativos, Xfce, ou LXDE podem ser instalados através de duas imagens de CD alternativas. O ambiente de área de trabalho desejado também pode ser escolhido a partir dos menus de inicialização dos CDs/DVDs.  Novamente estão disponíveis com o Debian 6.0 os CDs e DVDs multi-arquitetura que suportam instalação de múltiplas arquiteturas a partir de um único disco. A criação da mídia de instalação USB inicializável também foi extremamente simplificada; veja o Guia de Instalação para mais detalhes.

Além da mídia de instalação normal, o Debian GNU/Linux também pode ser diretamente utilizado sem instalação prévia.  As imagens especiais usadas, conhecidas como imagens live, estão disponíveis para CDs, dispositivos USB e montagens via netboot. Inicialmente, estas são fornecidas apenas para as arquiteturas amd64 e i386. Também é possível usar estas imagens live para instalar o Debian GNU/Linux.

O processo de instalação para o Debian GNU/Linux 6.0 foi melhorado de várias maneiras, incluindo seleção mais fácil do idioma e configurações do teclado, e particionamento de volumes lógicos (LVM), RAID e sistemas criptografados.  Também foi adicionado suporte para os sistemas de arquivos ext4 e btrfs e na arquitetura kFreeBSD o sistema de arquivos Zettabyte (ZFS). O sistema de instalação para o Debian GNU/Linux agora está disponível em 70 idiomas.

As imagens de instalação podem ser baixadas agora mesmo via bittorrent (o método recomendado), jigdo ou HTTP veja Debian em CDs para maiores informações.  Em breve também estará disponível em mídias de DVD, CD-ROM e discos Blu-ray a partir de vários vendedores.

As atualizações para o Debian GNU/Linux 6.0 a partir da versão anterior, Debian GNU/Linux 5.0 (codinome "Lenny"), serão automaticamente manipuladas pela ferramenta de gerenciamento de pacotes apt-get para a maioria das configurações, e de certa forma, também pela ferramenta de gerenciamento de pacotes aptitude. Como sempre, os sistemas Debian GNU/Linux devem ser atualizados de forma indolor, no local, sem qualquer indisponibilidade forçada, mas é fortemente recomendado que você leia as notas de lançamento assim como o guia de instalação para possíveis problemas, e instruções detalhadas de instalação e atualização.  As notas de lançamento ainda serão melhoradas e traduzidas para idiomas adicionais nas semanas após o lançamento.


A respeito do Debian

O Debian é um sistema operacional livre, desenvolvido por milhares de voluntários de todo o mundo que colaboram através da Internet. Os pontos chave do projeto Debian são a sua base de voluntários, a sua dedicação ao Contrato Social do Debian e ao Software Livre, e o seu compromisso de fornecer o melhor sistema operacional possível. O Debian 6.0 é mais um passo importante nesta direção.


Informações de Contato

Para mais informações, por favor, visite as páginas web do Debian em http://www.debian.org/ ou envie um e-mail para press@debian.org.



Script para resolver as atualizações das chaves de criptografia no Debian

21 de Setembro de 2010, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Olá pessoal,

Estou iniciando os post neste blog tenho por objetivo compartilhar sobre o dia-a-dia de um sysadmin onde vou focar na customização.

Segue abaixo uma primeira contribuição, que nada mais é que um script onde corrige as chaves do publicas do aptitude ou apt-get.

Download do arquivo: resolv_chave_public.sh

Até a próxima



Debian, Feliz Aniversário! 17 anos de projeto e comunidade!

16 de Agosto de 2010, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


Cartão feito por mim utilizando Inkscape e alguns cliparts livre do OpenClipart.org.

Participe também do viral "Balões do Debian em seu site", acesse aqui e cole o código em seu blog ou site.